Conheça a equipe da Vinil Brasil

Saiba quem são os artesãos dos discos da Vinil Brasil

Uma fábrica de discos não é feita só de máquinas. Pessoas empenhadas na confecção dos discos formam o corpo da Vinil Brasil se dedicando para que um vinil de qualidade chegue até você.

Conheça mais sobre cada sonhador que faz a Vinil Brasil ser a fábrica de discos com Alma. 

Michel Nath – Idealizador e Realizador

Michel Nath, poeta, músico, compositor, DJ e responsável pela Vinil Brasil

Michel Nath é responsável pela idealização de um Sonho chamado Vinil Brasil. Também é poeta, compositor, músico, DJ e produtor cultural. Seu trabalho à frente da Vinil Brasil é o de colocar o que há de melhor nos discos e disseminar a Música e a Cultura. Michel estudou violão popular na Universidade Livre de Música (ULM), em São Paulo. Seu trabalho paralelo como DJ Alquimix alavancou junto a outros DJs, a cena chill out no Brasil. Depois de ter produzido sua obra SolarSoul, projeto autoral concebido em Londres e desenvolvido em São Paulo em que reúne Poesia e Música, Michel adquiriu e reformou as prensas para então fundar a Vinil Brasil.

“Quando eu vi a oportunidade de reativar uma indústria e fazer um novo momento na cena musical brasileira, eu sabia que precisava começar a Vinil Brasil. Nossa missão é materializar Música e disseminar Cultura na Vinil Brasil.”

 

 

Ezio R. Lorenzetti – Diretor de Negócios

Ezio R.Lorenzetti, diretor de negócios da Vinil Brasil

Ezio R. Lorenzetti é diretor de negócios da Vinil Brasil e cuida do relacionamento com os clientes, fornecedores e colaboradores. O especialista em marketing atua também como consultor na área e é sócio da Tres D Power, empresa com foco em soluções 3D. Ezio também reveza as mesas de escritório com as pick-ups. Ele é um dos DJs pioneiros em trazer a cena eletrônica ao Brasil e já tocou em festivais como Universo Paralello, Transcendence, Transformation, Solaris e Tribe.

“Adoro fazer parte da Vinil Brasil, me sinto contribuindo com a cultura e o enriquecimento da música no país. Também é uma grande satisfação trabalhar com pessoas que fizeram parte dessa indústria no seu auge e conhecer os artistas e profissionais dessa área na atualidade.” 

 

Rodolfo Puccioni – Diretor de Fábrica

Rodolfo Puccioni, diretor da fábrica da Vinil Brasil
Rodolfo Puccioni, diretor da fábrica da Vinil Brasil


O envolvimento de Rodolfo com o áudio começou bem antes dele chegar na Vinil Brasil. O mecano eletroeletrônico (mecatrônico, mas na época em que ele se formou o curso tinha esse nome) e físico aplicado trabalhou para a Rádio Eldorado e RCA desenvolvendo sistemas eletroeletrônicos. Rodolfo também tem grande experiência em fábricas do setor de PVC, o que só colaborou para ele aplicar sua prática em nossos discos. Na Vinil Brasil, ele foi responsável por converter as extrusoras – máquinas de onde sai o material pronto para fazer o disco – movidas a vapor, por sistemas eletrônicos. Além de liderar a equipe de produção, Rodolfo toca paralelamente o seu laboratório de física aplicada, RPF Instrumentação Ltda, há 32 anos.

“Trabalhar na Vinil Brasil foi uma grande oportunidade. Primeiro pela confiança que a equipe têm em mim e depois pela liberdade que eu tenho de fazer os projetos aqui dentro. Entrei na Vinil Brasil porque eu acredito neste sonho. A soma de acreditar mais a liberdade de fazer, me faz entender que tenho responsabilidade. E que não é só minha, é de todos.”

 

 


Paulo Henrique (Pepê) – Gerente de Produção

Paulo Henrique, o Pepê, gerente de produção e processos
Paulo Henrique, o Pepê, gerente de produção e processos

Paulo Henrique, ou apenas Pepê, é gerente de produção e encarregado pelo laboratório de stampers e processos da Vinil Brasil. Pepê é técnico mecânico e tem experiência em produção industrial em grandes empresas da indústria automotiva. Ele montou e organizou nosso laboratório, área em que o acetato já cortado recebe banhos químicos para produção das matrizes da Vinil Brasil. Além de cuidar de tudo isso, Pepê é embaixador brasileiro do projeto Groovalização, um coletivo mundial com 22 DJs que promovem discotecagens com muita Música.

“Eu finalmente faço o que amo na Vinil Brasil. Trabalho com discos, consumo isso e fabricar eles é muito bom.”

Compartilhe isso:

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial