MZK: o artista que desenhou o logo e ilustrações do site da Vinil Brasil

Mauricio Zuffo Kulhmann é o dono do traço reconhecido nas páginas, em impressos e é claro, em capas de discos

MZK Perfil
MZK: artista multifacetado                                                                    Créditos: divulgação

Prensas, discos, araras e o logotipo da Vinil Brasil. Você já deve ter reparado nestes e em outros desenhos com estilo característico que estão nas páginas da Vinil Brasil. Quem é o dono do traço, parte da identidade da Vinil Brasil, é o desenhista, artista visual e DJ Mauricio Zuffo Kuhlmann, ou o mais conhecido, MZK.

MZK começou a divulgar seus trabalhos em 1989, editando o fanzine Tattoo Comics. Do papel do zine para as capas de LPs, o artista percorreu diversos formatos em que seus desenhos pudessem ser expostos. Papelão, tecidos, telas, paredes e madeira estão na lista de materiais que MZK usa.

Como suas referências são de vários universos das artes, seu traço reúne muitas inspirações e se caracterizou num estilo próprio, reconhecido pelos leitores de seus quadrinhos ou pelos fãs da banda Bixiga 70. MZK fez a capa do disco de estreia e outros LPs do grupo que mistura jazz, música brasileira e mais ritmos dançantes. Álbuns de Otto, Caê, e as artes de Amor ao Labor, do ProjetoNave & RAPadura; Olho Vivo – Parte A, miniálbum do Farufyno, também estão entre os inúmeros projetos pesados que MZK assina.

Capa do Bixiga 70 (2011)
Capa do Bixiga 70 (2011)
Capa de Amor ao Labor, do ProjetoNave & RAPadura
Capa de Amor ao Labor, do ProjetoNave & RAPadura

MZK teve um processo prático para criar as ilustrações para a página da Vinil Brasil. “Foi uma oportunidade única desenvolver o logo de uma fábrica de discos. É muito bom poder colaborar com essa história. Para criação de logos acho importante reunir as ideias, fazer alguns rascunhos e sentar novamente pra ver qual conceito está no caminho certo, depois é aperfeiçoar a escolha e finalizar. No meu caso, acho importante a clareza e simplicidade.”

Além dele preencher o site da Vinil Brasil com suas criações, ele colaborou no projeto autoral de Michel, o SolarSoul, desenhando o lado A do encarte do LP feito em 2015. Artista múltiplo, MZK também deu seu toque em músicas do álbum, tocando maracas.

“Nas capas gosto muito do Jim Flora, Saul Bass, Lewis Hariz, Reid Miles e Rogério Duarte”, fala MZK sobre as referências nos discos. No campo das HQs, Laerte, Angeli, Priscila Farias, Fabio Zimbres, Jaca, Robert Crumb, Gilbert e Jaime Hernandez (irmãos Hernandez), figuram entre muitos padrinhos inspiradores que referenciaram MZK, para ele desenvolver sua observação, estética e técnica.

Arte em madeira, imitando máscara, por MZK
Arte em madeira, imitando máscara, por MZK
Banzo e Benito foram tirinhas por anos publicadas na Folhinha (Folha de S.Paulo) e também ganharam livro
Banzo e Benito: tirinhas publicadas na Folhinha (Folha de S.Paulo) por anos também ganharam livro

 

 

O artista foi premiado em 1993 como desenhista revelação pelo Troféu HQ Mix, maior premiação nacional em quadrinhos, e também já foi indicado ao Grammy Latino 2012, como melhor projeto gráfico com o trabalho de estreia do Bixiga 70.

MZK também é DJ e seu trabalho na música envolve pesquisas sobre ritmos africanos, brasileiros, latinos e exóticos. Frequentemente o desenhista realiza e participa de exposições e feiras com suas obras que mesclam influências de quadrinhos, filmes de terror, desenhos animados e instrumentos musicais.

Conheça os trabalhos do MZK:

Loja de zines e gravuras: http://mzk.iluria.com/

Tumblr: www.mzk68.tumblr.com

Mixcloud: www.mixcloud.com/mzk

Compartilhe isso:

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial